Criolipólise Funciona?

Rate this post

Tenho certeza que maioria das pessoas que estão lendo esse post já ouviram falar da Criolipólise, o tratamento para tratar a gordura corporal mais comentado do momento. Não tem uma rede social que eu entre e não veja alguém falando sobre o procedimento ou clínicas estéticas e até consultórios médicos oferecendo pacotes milagrosos para em uma só sessão perder de 20% a 25% da gordura! Uauuu, que mulher não enlouquece com isso? Eu amo um tratamento estético, sou fã mesmo e sempre que posso tô fazendo e testando os aparelhos novos que chegam no Brasil, a isso eu devo a facilidade e o 0800 total de ter uma irmã dermatologista com uma super clínica em São Paulo, com tudo que tem de mais moderno no mundo (Maria vai aqui meu super obrigada!kkkkk, só não me manda a conta porque já deve estar cara demais! #medo!). Mas voltando ao assunto, motivo pelo qual eu resolvi fazer esse post, me incomodou um pouco ver clínicas vendendo sonhos e mulheres (muitas!) cegas gastando o que pode e o que não pode para fazer esse tratamento e por isso resolvi expor aqui a MINHA experiência com a Criolipólise e de jeito nenhum quero desestimular ninguém a deixar de fazer esse tratamento, a minha intenção aqui é só mostrar o outro lado da moeda e que as pessoas tenham também acesso à uma informação que vai um pouco contra o que está sendo vendido como uma grande solução para eliminar nossas tão indesejáveis gordurinhas!

Bom, fiz a Criolipólise há dois anos quando ela ainda era só chamada de Coolsculpting, que é o nome do aparelho pioneiro que chegou no Brasil e foi desenvolvido nos EUA. De lá para cá muitos aparelhos foram lançados e fabricados no Brasil e hoje em dia o nome é apenas criolipólise, que nada mais é que a técnica pela qual a gordura é congelada e posteriormente eliminada pelo organismo. Fiz em duas regiões: barriguinha (aquela que não sai nem com um milhão de abdominais) e na parte interna da coxa. Sou uma pessoa normal, estava pesando na época uns 57 kg (peso bom para mim) e essas duas áreas me incomodavam, mas não era nada que fosse óóóó como está grande! Talvez só eu reparasse (como acontece na maiorias das vezes com nós mulheres), mas resolvi que deveria fazer, afinal quem não quer dar uma secada e ficar mais gata? Repito que fiz com o melhor aparelho e numa das clínicas mais respeitadas de SP, que não é a da minha irmã, mas que eu sei o quanto é maravilhosa e só tem profissionais de ponta e aparelhos extremamente modernos, só os melhores do mercado. No dia da sessão senti um incômodo principalmente quando minha barriga foi sugada (quem já viu a técnica sabe como é), minha pressão deu uma super caída (mas ela cai sempre….) e só depois de uns 15 minutos consegui ficar ok. Na hora de tirar o aparelho mais uma queda de pressão. Acho que sou muito impressionável e ver minha barriga super estendida como ficou me deixou assustada. Mas depois foi super ok. Não tem dor, não tem corte, nem é invasivo e isso é um ponto à favor! Saí de lá e fui fazer várias coisas, não precisa de repouso. Foram 60 min em cada região e ambas ficaram bem inchadas, o que é de se esperar (super normal!) e com o tempo vão diminuindo, diminuindo… até dar àquela secada que tanto queremos. Mas é aí que para MIM deu tudo errado e é exatamente isso que quero contar nesse post: Tanto a minha barriga, quanto a minha interna de coxa ficaram maiores do que eram. Voltei dois meses depois na clínica, fotografei, comparei com as fotos antigas e bingo!Realmente estavam maiores, resolvemos fazer a segunda aplicação ( que é indicada em muitos casos) e novamente deu tudo errado. Percebi que onde a ponteira do aparelho sugou ( e era a região que me incomodava e de onde eu queria arrancar tudo que existia) ficou concentrada toda a gordura que eu já tinha na barriga mas estava espalhada e mais disfarçada e a flacidez também aumentou. Agora mesmo que já emagreci pós gravidez consigo ver o quadradinho bem marcado na minha barriga, onde ficou o aparelho. Na coxa a mesma coisa, estão maiores! Antes de engravidar dei uma boa secada e cheguei aos 55 Kg e ficou menos visível, mas é só dar uma engordadinha para essas áreas aparecerem de novo para me torrar a paciência. Ah, devo lembrar que frequento a academia, malho, faço dieta e tudo mais, não acredito em tratamento estético e aparelhos que façam tudo sozinhos. Acho que eles ajudam muitooooo e sou adepta mesmo (tem alguns incríveis como Vela Shape II e I Lipo que para mim deram muito certo!), mas não tem milagre, pra ficar com o shape bom tem que fechar a boca e suar muito. Além de mim, uma pessoa bem próxima também fez e teve o MESMO problema e odiou (não sei se é porque tem o mesmo tipo de corpo e a genética bem parecida com a minha, mas fato é que a área que ela queria eliminar, num efeito rebote, aumentou e marcou ainda mais).
Esse é o jeito que a gordura é sugada e congelada. Para cada região do corpo é uma ponteira, às vezes maior e às vezes menor. Tudo isso dentro da ponteira é pele e gordura:

Bom, quero saber de quem fez e amou, acho isso importante para quem ainda está pensando em fazer, mas não queria deixar de falar aqui da minha experiência e o porque eu não indico esse tratamento para quando alguém me pergunta o que eu acho sobre ele. Tenho certeza que muitas mulheres devem ter ficado satisfeitas, como não foi o meu caso, e contar um pouquinho da experiência de cada uma seria ótimo, já que tá todo mundo nessa reta final do projeto verão 2015 e doidas para dar uma melhorada no visual. E só para lembrar e que sirva de alerta: os aparelhos usados no Brasil para a criolipólise tem que ter certificado da Anvisa, quando fui escrever esse post, dei um google e vi vários casos de queimaduras causadas por aparelhos “genéricos”, acho que vale ficar de olho!